Quinta-Feira, Maio 28, 2020
Dia da Criança: Brincar é Aprender!
Dia da Criança: Brincar é Aprender! image

 

“O que precisamos mesmo de fazer é de voltar a pôr as crianças a brincar!” Uma recomendação OMS antes da pandemia e que veio ajudar a vivê-la de outra forma! No primeiro Dia Mundial da Criança após confinamento olhamos para o que ficou de bom e o que podemos fazer para que não se perca.

Juana Willumsen, da Organização Mundial de Saúde, é a autora da citação, proferida há 1 ano, na altura em que a organização divulgou recomendações para melhorar o desenvolvimento das crianças. Entretanto, vivemos mudanças sociais como nunca pensámos e no meio delas ajudámos as crianças a perceber o valor de brincar, mas mais do que a atividade em si, elas retiraram destes tempos de confinamento que brincar em família é tão ou mais importante do que brincar sozinhos! Os laços familiares estreitaram-se, adquiriram-se novas rotinas importantes, como por exemplo ajudar mais nas tarefas domésticas, e recuperaram-se atividades que os mais novos nunca pensaram ter tanto valor! Tudo isto pode ter sido importante para um novo foco, mas tudo terá sido em vão se voltarmos aos velhos hábitos do pré-confinamento. Por isso, no Dia Mundial da Criança siga as nossas sugestões e lembre-se sempre que “Brincar é aprender”!

 

A TRADIÇÃO FAZ A UNIÃO!

Não queira ser pretensioso com a velha expressão de que “no meu tempo é que era”, mas a verdade é que há jogos que são intemporais e que estimulam a união familiar de uma forma inigualável. Faça uma agenda de atividades e inclua três desafios distintos: Comece com o Jogo das Cadeiras (se tiver jardim, não perca a oportunidade) que junta atividade física e diversão; de seguida organize o clássico Às Escondidas pela casa, mas promova a criatividade pontuando os melhores esconderijos; por fim, promova o regresso à calma com um desafiante puzzle, incentivando o trabalho em equipa, a capacidade de observação, atenção e memória visual.

 

EXPRESSAR EMOÇÕES, RECEIOS E ESPERANÇAS!

Consiga tudo isto e muito mais através do mundo fantástico da leitura! Ler é muito mais do que abrir o livro e debitar o que lá está escrito. Junte os seus mais pequenos, sejam filhos, sobrinhos, afilhados, netos, tanto faz, e organize um clube de leitura! O Plano Nacional de Leitura está recheado de obras de valor único, como “O Livro dos Erros”, que aborda a importância de não termos medo de errar, indicado para todas as idades. O “Papá das Pernas Longas”, uma história de confiança que ajuda a vencer o medo da separação. “O Meu Coração”, que aborda as oscilações dos nossos estados de alma, sublinhando a importância do amor por nós próprios e pelos outros. “O André Semeão Não Tem um Cavalo” é uma lição de empatia e bondade, de aceitação da diferença e sermos capazes de nos colocarmos no lugar do outro.

 

DESAFIOS ESTIMULANTES E ENRIQUECEDORES!

Qual é a criança que não gosta de um desafio? E o prémio nem precisa ser mais do que a simples coroação de “vencedor”! Junto com a leitura, a escrita é dos recursos mais poderosos que podemos dar às crianças. Potencia a aprendizagem, fomenta a criatividade e desenvolve o vocabulário! São três desafios: Um Novo Final (peça-lhe para escolher uma das suas histórias favoritas e reescrever o final, imaginando que algum dos eventos não tinha acontecido), Palavras Desencontradas (elabore uma lista com palavras que não têm qualquer relação e peça para que escreva ou conte uma história com as mesmas) e O Vidente (mostre-lhe apenas a capa de um livro e peça-lhe para descrever o tema, se tem final feliz, como termina, quem são e como são os personagens, etc. No final, comparem o resumo com a sinopse do livro e vejam se ficou próximo).


FONTES: Lifestyle Sapo, maemequer.pt, Bertrand, Organização Mundial de Saúde

Voltar
notes-photo
Trendy Notes

A poucos minutos da rotunda da Boavista, dos principais acessos da cidade e das universidades e locais de referência, encontra-se o emblemático Shopping Cidade do Porto.

Desde sempre, no coração dos portuenses é muito mais do que um local de compras.

É o shopping da cidade. Pertence à história do Porto, vive do estilo dos portuenses e faz parte do património da Invicta.